13ª etapa do Circuito Aprosoja aconteceu na cidade de Caarapó

20/09/2017
13ª etapa do Circuito Aprosoja aconteceu na cidade de Caarapó

Com o objetivo de aproximar a Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso do Sul – Aprosoja MS – do seu público, elevando assim a união com os produtores do estado, foi realizado na noite de terça-feira (19), no parque de Exposições Pedro Pedrossian, na cidade de Caarapó, a 13° edição do Circuito Aprosoja 2017. O evento contou com a presença do Presidente do Sindicato Rural de Caarapó, Antônio Maran, Diretor Regional da Aprosoja e Presidente do Sindicato Rural de Dourados, Lúcio Damalia, na oportunidade representando o presidente da Aprosoja/MS, Christiano Bortolotto, além de produtores rurais da região e acadêmicos.

Durante o evento, que teve início às 19h, foram ministradas duas palestras direcionadas ao mercado financeiro e custos de produção. A primeira palestra da noite foi ministrada pelo Engenheiro Agrônomo, Mestre em Ciência Econômica e Técnico-especialista Superior do Departamento de Economia, Administração e Sociologia da ESALQ-USP, Mauro Osaki, que teve como tema, Gestão de Custos de Produção.

Osaki destacou as dificuldades agropecuárias que os produtores precisam enfrentar diariamente: “Muitos desafios estão todos os dias para encararmos e a classe rural precisa estar preparada e bem orientada, e por esse motivo estamos aqui. Problemas climáticos e infraestrutura, falta de crédito rural, juros altos, preço de insumos e máquinas, são alguns problemas que precisam de muita atenção”, destacou. Após muitas informações serem passadas ao público presente, Osaki chamou a atenção de todos para um pensamento que tem prejudicado a vida dos produtores: “nós estamos discutindo muito volume de produção, aumento de área plantada, mas poucos param para analisar os valores. Será que estou ganhando dinheiro? Minha produção está rentável? São perguntas que todos os produtores precisam fazer e só assim será possível saber de fato quanto cada um está ganhando” finalizou.

Em um segundo momento o tema Mercado de Grãos e Milho Safra 2017/2018, foi ministrado pelo Engenheiro Agrônomo, Especialista em Análise Técnica e Fundamental de Mercado de Commodities Agrícolas, Fernando Muraro Junior. Muraro falou do atual cenário econômico/financeiro que o mercado agrícola enfrenta e de sua imprevisibilidade: “não é possível prevermos a quanto a soja ou o milho será vendido no próximo ano, isso é imprevisível, mas o produtor tem que estar ligado e atualizado com o mercado financeiro mundial, só assim a possibilidade de vender seus produtos em um valor rentável aumentará”. Já na área da informação, Muraro fez um alerta com o chamado “fake News”: “nós precisamos estar atentos as notícias falsas que diariamente recebemos por aplicativos, muitos acham que o que recebem de informação pelo WhatsApp ou Facebook já é o suficiente. Informação não é conhecimento, isso você adquire com estudo”.

Para o presidente do Sindicato Rural de Caarapó, Antônio Maran, o evento foi positivo e bons frutos serão colhidos: “tenho certeza de que muitos conhecimentos técnicos foram adquiridos, e muitas novidades e alertas foram passados aos produtores e também aos acadêmicos que participaram. Os produtores de Caarapó, ganharam muito e vão melhorar ainda mais a visão de mercado e de ganhos”.

O produtor Olavo Caneppele que participou das atividades, disse estar satisfeito com os conhecimentos adquiridos: “estou feliz em participar de um evento como este. Saio daqui com mais preparo e uma visão mais ampla de ganhos e mercado financeiro do agronegócio”.

Representantes da Monsanto, um dos parceiros do Circuito Aprosoja/MS, estiveram apresentando tecnologias mais sofisticadas para o bom controle de trabalho por parte dos produtores rurais.

O Circuito chega a sua reta final, restando apenas 4 cidades do total de 16 a serem contempladas, com a realização da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso do Sul – Aprosoja – e do Governo do Estado de Mato Grosso do Sul, por meio da Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar – SEMAGRO – e do Fundo de Desenvolvimento das Culturas do Milho e da Soja.

Fonte: Assessoria de Imprensa da Aprosoja/MS com informações de Bruno Callegari.


Busque no site

Curta nosso Facebook

Siga-nos no Instagram: @aprosojams

Siga-nos no Twitter: @aprosojams

Aprosoja/MS 2016. Todos os direitos reservados