Região norte do Estado é a mais avançada na colheita de milho, segundo Aprosoja/MS

12/07/2017
Região norte do Estado é a mais avançada na colheita de milho, segundo Aprosoja/MS
Fazenda em Bataguassu. Em 11-07, por Mário de Oliveira (2)

O norte de Mato Grosso do Sul é a região mais avançada na colheita de milho, com 7,2% de área colhida, segundo a Circular Técnica nº 217 do Siga MS (Sistema de Informação Geográfica do Agronegócio). O levantamento, divulgado nesta quarta-feira (12) pela Aprosoja/MS (Associação dos Produtores de Soja de Mato Grosso do Sul), se refere a visitas técnicas realizadas na 1ª semana de julho pelos profissionais do projeto em propriedades rurais de todo o Estado.

Nessa região, destaca-se o município de Alcinópolis, com 20% da colheita finalizada até o momento. Em relação às demais regiões do Estado, o sul apresenta 4,8% de área colhida e, na região centro, 2,4 % das lavouras já foram colhidas. Como um todo, Mato Grosso do Sul colheu, até o momento, 4,6% de sua área de milho.

As informações na íntegra podem ser conferidas por meio de realização de cadastro no link: www.aprosojams.org.br, na aba SigaWeb.

Estimativas

Em comparação aos dados da safra anterior (2015/2016) estima-se até o momento aumento de 3,4% de área plantada, passando de 1,74 milhões de hectares para 1,80 milhões de hectares. Já em relação à produção do grão, verifica-se acréscimo de 50,5% (de 6,098 milhões de toneladas na safra 2015/2016, para 9,180 milhões de toneladas na safra 2016/2017) e, ainda, acréscimo de 45,5% de produtividade, com 85 sc/ha na 2ª safra de milho atual.

Em relação à porcentagem de área colhida no Estado neste período, a safra 2016/2017 está 6,5% inferior à safra 2015/2016 na data de 07 de julho. Dados detalhados por município podem ser conferidos na Circular Técnica disponível na aba SigaWeb, no site da Aprosoja/MS.

 

Fonte: Assessoria de Imprensa – Aprosoja/MS, Liana Feitosa.
Foto: Mário de Oliveira – Aprosoja/MS.


Busque no site

Curta nosso Facebook

Siga-nos no Instagram: @aprosojams

Siga-nos no Twitter: @aprosojams

Aprosoja/MS 2016. Todos os direitos reservados