Ferroeste terá impacto positivo em área com 13 milhões de pessoas e PIB de R$ 380 bilhões

18/01/2021
Ferroeste terá impacto positivo em área com 13 milhões de pessoas e PIB de R$ 380 bilhões

Em reunião virtual realizada na manhã de sexta-feira (15), com participação de integrantes dos governos de Mato Grosso do Sul, Paraná, autoridades federais e do presidente da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso do Sul (Aprosoja/MS), foram apresentados mais dados do EVTEA-J (Estudo de Viabilidade Técnico-Operacional, Econômico-Financeiro, Ambiental e Jurídico) da Nova Ferroeste – a ferrovia que ligará Maracaju ao porto de Paranaguá (PR). Um dado importante é a área de impacto direto da obra. Serão afetados positivamente 470 municípios dos três estados onde vivem 13,6 milhões de pessoas e com PIB (Produto Interno Bruto) de R$ 380 bilhões.

“Nessa reunião foi apresentada a evolução do projeto, como demanda e custos de transporte, expectativa de carga, área de abrangência. A partir da próxima semana as equipes começam a ir a campo fazer os estudos ambientais em Mato Grosso do Sul. De todos os produtos, a soja é o mais importante”, frisou o secretário de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro) de Mato Grosso do Sul, Jaime Verruck.

Com início em Maracaju, um dos principais municípios agrícolas do Estado, a Ferroeste viabiliza o escoamento de 70% da safra de grãos de Mato Grosso do Sul rumo ao Porto de Paranaguá com destino à exportação. Outra região grande agrícola importante – o Bolsão – já é servida pela Ferronorte, ferrovia que liga Rondonópolis (MT) a Santa Fé do Sul (SP) e se conecta à Malha Paulista, acessando o Porto de Santos (SP).

Também foi apresentado nessa reunião a sugestão de traçado da Ferroeste, com detalhamento em cada município. Para facilitar o licenciamento ambiental, a ferrovia desvia de cabeceiras de rios, áreas indígenas e quilombolas. Verruck entende que os estudos de viabilidade estão evoluindo rapidamente e o projeto, no todo, avança dentro do que estava previsto.

A reunião contou com a participação de técnicos da SPPI (Secretaria Especial do Programa de Parcerias de Investimentos) e do Ministério da Infraestrutura, da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres), do Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária), Ibama (Instituto Brasileiro de Meio Ambiente), da Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas) e dos governos de Mato Grosso do Sul, Paraná e Santa Catarina.

Semagro com adaptação da Aprosoja/MS

Burnand est très volontaire et générique qui nous débordent des poignées de pharmacie. Au travail ou à la maison ou à la fatigue émotionnelle, la plupart des tensions de tension de conflit. cialispascherfr24.com Si je ne mentionnais pas les calories avant, je ne pouvais pas aller parler aux autres.


Busque no site

Curta nosso Facebook

Siga-nos no Instagram: @aprosojams

Siga-nos no Twitter: @aprosojams

Aprosoja/MS 2016. Todos os direitos reservados