Neri Geller fala em produção recorde e não descarta apagão logístico apesar de investimentos

Neri Geller fala em produção recorde e não descarta apagão logístico apesar de investimentos

Preocupado com as longas filas de caminhões nas estradas em direção aos portos para o escoamento da safra, o governo federal preparou para 2014 um pacote com diversas ações para melhorar o escoamento da produção de grãos, que deve chegar perto dos 200 milhões de toneladas.

De acordo com o secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura (Mapa), Neri Geller, foi criado um grupo de trabalho interministerial que inclui Ministério dos Transportes, Agricultura e Casa Civil com o objetivo de criar alternativas ao escoamento da safra no pico entre dezembro e março deste ano.

Segundo Neri Geller, no pico da safra deve haver aumento de turnos dos fiscais da Anvisa para que haja maior fluxo nos portos. Ele cita a licitação e as obras de duplicação da BR 163 para aumentar o fluxo de cargas oriundas da região do médio norte de Mato Grosso e do Sul do Pará.

Questionado sobre a possibilidade de repetição das filas de carretas por causa de limitações na infraestrutura de transportes, Neri disse que problemas podem ocorrer por causa da expectativa de supersafra.

“Garantir (que não haverá apagão) não posso garantir, porque o crescimento é muito forte, mas com certeza o governo está atento, assim como esteve este ano. Basta olhar que neste ano exportamos quase 20% a mais do que no ano passado”, afirmou.

Segundo ele, os investimentos em logística estão acontecendo. Ele acrescenta que o governo vai fazer de tudo e está preparado para o escoamento, inclusive discutindo com o setor, com entidades como Abiove, Aprosoja, com as federações, a OCB, para que eles apontem as questões pontuais.

Segundo dados fornecidos pelo Ministério dos Transportes, este ano já foram transportadas mais de um milhão de toneladas escoadas pelo eixo da BR 163. Ainda faltam 180 quilômetros para pavimentação.

“Muitas empresas estão fazendo a estruturação portuária. A partir de fevereiro e março teremos uma estrutura portuária bem melhor para dar vazão, assim como a BR 242 e trechos importantes. E a privatização que está acontecendo. Trazendo a iniciativa privada para fazer os investimentos do ponto de vista da produção nacional”, frisou Geller.

AgroOlhar


Busque no site

Curta nosso Facebook

Siga-nos no Instagram: @aprosojams

Siga-nos no Twitter: @aprosojams

Aprosoja/MS 2016. Todos os direitos reservados