Soja em queda livre nos EUA

15/12/2017
Soja em queda livre nos EUA

O preço da soja na Bolsa de Cereais de Chicago registrou nesta quinta-feira (14.12) baixa de 11,50 centavos de Dólar no contrato de Janeiro/18 (o mais negociado no momento), fechando em US$ 9,6775 por bushel. Os demais vencimentos em destaque da commodity na CBOT também fecharam a sessão com desvalorizações entre 11,50 e 11,75 pontos.

O mercado norte-americano da soja registrou sessão de baixas importantes nas principais cotações dos futuros, o que levou todos a perderem o patamar de US$ 10 por bushel. “As cotações do complexo de soja, tanto em Chicago quanto em Dalian fecharam em forte queda nesta quinta-feira, pressionadas por notícias de chuvas na Argentina, pelo milho e por correções técnicas”, aponta a T&F Consultoria Agroeconômica.

A Consultoria AgResource aponta que a pressão na soja se intensifica de acordo com que as chuvas para a Argentina se aproximam: “Os mapas para os próximos 5 dias já começam a trazer precipitações mais intensas sobre uma ampla área no Leste e Norte argentino. O Mercado especulador sabe que tais chuvas são necessárias para reduzir a expansão da seca e proporcionar a volta do plantio da soja com maior intensidade. Gestores de fundos especulativos entram em uma tendência de fechar as posições compradas com aversão ao risco de um mercado climático na América do Sul, neste fim de ano”.

De acordo com os analistas da ARC, na Argentina a Bolsa de Rosário elevou sucintamente suas estimativas de colheita de soja 2017/18 em 100 mil toneladas para 54,5 MT devido a maior área que vem sendo plantada neste ano. “Nos Estados Unidos, o relatório semanal de exportações norte-americanas trouxe um ritmo de vendas de contratos até sustentável, no entanto, ainda não apresenta nenhum impulso que deve ser observado para alcançar as atuais estimativas do USDA. As quais apesar de serem reduzidas no último relatório do USDA, ainda são um recorde em 60,56 MT para o atual ano safra”, conclui a ARC.

Fonte: AGROLINK -Leonardo Gottems


Busque no site

Curta nosso Facebook

Siga-nos no Instagram: @aprosojams

Siga-nos no Twitter: @aprosojams

Aprosoja/MS 2016. Todos os direitos reservados